Bem vindos!!!

Este Blog oferece as mais recentes notícias,links e conteúdo de estudo para os profissionais e estudantes na área técnica de petróleo e gás.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Curso CEPEP Fortaleza - Técnico de Petróleo e Gás

Competência do Técnico em Petróleo e Gás:
Conhecer materiais metálicos e não metálicos, podendo classificar, identificar, e aplicar, de acordo com suas propriedades e especificações; Saber fazer os principais tipos de tratamentos térmicos utilizados atualmente na indústria; Conhecer e quantificar os principais esforços a que os materiais são submetidos;
Conhecer a classificação dos aços mais comuns; Saber selecionar materiais para aplicações comuns na indústria. Conhecer, atuar pela aplicação e emitir opinião fundamentada sobre as normas jurídicas referentes ao exercício da profissão de técnico;
Ser um multiplicador dos direitos e deveres em relação a outros técnicos. Conhecer e saber aplicar os conceitos de eletricidade;
Aplicar procedimentos de higiene e segurança do trabalho em eletricidade; Entender os conceitos básicos e componentes em circuitos elétricos; Descrever as etapas da cadeia de produção do petróleo e gás; Correlacionar as características químicas com outras propriedades do petróleo e gás;
Conhecer os aspectos gerais da Geologia Geral e do Petróleo. Coordenar atividades de utilização e conservação de energia, propondo a racionalização de uso e de fontes alternativas; Identificar os elementos de conversão, transformação, transporte e distribuição de energia, aplicando-os nos trabalhos de implantação e manutenção do processo produtivo.
Conhecer, aplicar, especificar, comprar e substituir os principais componentes da eletrônica; Realizar reparos eletroeletrônicos simples em campo e em bancada; Projetar e construir fonte de força;
Projetar circuitos eletrônicos simples. Projetar produto, ferramentas, máquinas e equipamentos, utilizando técnicas de desenho e de representação gráfica com seus fundamentos matemáticos e geométricos;
Elaborar projetos, leiautes, diagramas e esquemas, correlacionando-os com as normas técnicas e com os princípios científicos e tecnológicos; Responsabilizar-se pela elaboração e execução de projetos compatíveis com a respectiva formação profissional;
Realizar atividades referentes a medidas lineares com o uso de instrumentos de medição e controle; Aplicar técnicas de medição e ensaios visando a melhoria da qualidade de produtos e serviços da planta industrial; Coleta de dados de natureza técnica;
Execução de ensaios, registrando observações relativas ao controle de qualidade dos materiais, peças e conjuntos. Compreender o funcionamento dos componentes e comandos hidráulicos e
pneumáticos; Interpretar e esboçar comandos hidráulicos e pneumáticos; Instalar e efetuar manutenções simples em circuitos hidráulicos e pneumáticos; Utilizar os princípios das máquinas simples; Manutenção de elementos de máquinas: Mancais de rolamento, Mancais de deslizamento, Eixos e correntes, Polias e correias, Variadores e redutores de velocidade, engrenagens e Sistemas de vedação; Alinhamento geométrico e nivelamento de máquinas e equipamentos; Recuperação de guias ou vias deslizantes;
Análise de lubrificantes por meio da técnica ferrográfica;
Análise de vibrações; Projetar, instalar, manter, dimensionar, programar e desenvolver soluções envolvendo processos industriais comandados por CLP; Utilizar os recursos das portas lógicas com a utilização do CLP;
Selecionar o modal logístico mais adequado para transportar derivados de petróleo e gás;
Executar processos de refino do petróleo e de de processamento de gás; Colaborar com a gestão ambiental na indústria petrolífera;
Tratar efluentes industriais; Agir em caso de derramamento de petróleo. Executar, fiscalizar, orientar e coordenar diretamente serviços de manutenção e reparo de equipamentos, instalações e arquivos técnicos específicos, bem como conduzir e treinar as respectivas equipes. Aplicar equipamentos e ferramentas em serviços mecânicos; Efetuar cálculos operacionais relativos à mecânica.
Grade Curricular

Módulo I:

  • Materiais
    Legislação e Ética Profissional
    Eletricidade e Eletromagnetismo
    Eletrônica
    Informática Aplicada
    Desenho Técnico
    Higiene e Segurança no Trabalho
    Metrologia
    Automação I
    Tecnologia Mecânica I
    Tecnologia do Petróleo e Gás I

Módulo II:

  • Tecnologia Mecânica II
    Instalações Elétricas
    Elementos de Máquinas e Lubrificação
    Manutenção de Máquinas e Equipamentos
    Automação II
    Automação III
    Automação IV
    Gestão Aplicada I
    Gestão Aplicada II
    Gestão Aplicada III
    Tecnologia do Petróleo e Gás II

Um comentário:

  1. Jsm Instaladora Eletrica Jsm
    18 de outubro próximo a Salvador
    Niplan constrói estaleiro na Bahia
    Redação/ Maria Fernanda Romero - 18/10/2012

    A Niplan Engenharia, especializada em montagem e manutenção, informou na quarta-feira (17) durante a Santos Offshore 2012, que está construindo um estaleiro para produção de módulos e plataformas de apoio offshore, o Niplan Offshore Aratu Bahia. Atualmente o projeto se encontra em fase de licenciamento ambiental e estará totalmente operacional no primeiro trimestre de 2014.

    "Com investimento de mais de R$100 milhões e área total aproximada de 100.000 m², o estaleiro poderá fabricar simultaneamente dependendo do tipo e dimensão, até 16 módulos e dar apoio a cerca de 10 embarcações", afirma o CEO da empresa, Paulo Nishimura.

    O empreendimento ficará localizado a aproximadamente 25 km da sede da coligada Niplan Nordeste Engenharia, empresa responsável pelos projetos da Niplan nas regiões Norte e Nordeste.

    A sede da Niplan fica em São Paulo, mas a companhia recentemente inaugurou um escritório comercial no Rio de Janeiro, para atender principalmente os clientes no estado fluminense, como Vale, Petrobras, Odebrecht, Promon, Queiroz Galvão, dentre outras.

    Em agosto deste ano, o grupo espanhol Essentium comprou 50% da Niplan Engenharia. As duas empresas planejam entrar nos segmentos de mineração, siderurgia e, principalmente, óleo e gás, com especial interesse de atuar na exploração do pré-sal.

    Projetos

    Segundo Paulo Nishimura, atualmente, para o setor, a Niplan está com três contratos com a Refinaria de Paulínia (Replan); está finalizando um consórcio com a Engevix na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), em Cubatão, para uma Unidade de Reforma Catalítica (URC); e diversos outros contratos com a Petrobras, através da unidade da empresa na Bahia.

    "Além disso, terminamos recentemente a reforma do Alto-Forno 1 da Arcellor Mittal, o maior alto-forno das Américas; e ao mesmo tempo no Complexo de Tubarão, em Vitória (ES), entregando em dezembro deste ano a oitava usina de pelotização da Vale e em janeiro de 2014, a nova usina de pelotização da Samarco, que está sendo construída em Ponta de Ubu", indicou o CEO da Niplan. A empresa é a maior contratante da cidade de Vitória nos últimos meses.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...